fbpx
Geral

AIFU interrompe festa com 400 pessoas no Bairro Augusta

Outros dez estabelecimentos foram interditados e no total quinze autos de infração foram expedidos durante 31 vistorias realizadas entre a noite de sexta-feira e o domingo

Equipes que atuaram na Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu covid) interromperam uma festa com a participação de 400 pessoas.

Foi numa casa de eventos na Estrada Colônia Augusta, no bairro Augusta, quase divisa com a CIC. O proprietário do espaço e o organizador do evento foram multados, ambos no valor R$ 50 mil.

Além da  festa foram interditados e os proprietários penalizados com multas um bar e lanchonete no Boqueirão, por promover aglomeração (multa de R$ 5 mil), um bar e lanchonete no Xaxim, por desenvolver atividade após o horário permitido (multa de R$ 5 mil), um bar e boate no Bairro Alto, que desenvolvia atividade de bar, atividade que está temporariamente suspensa,  e um bar e boate no São Braz, que recebeu duas multas, uma por não controlar o uso de máscaras (R$ 1.550) e outra por aglomeração (R$ 5 mil).

Outros dez estabelecimentos foram interditados e no total quinze autos de infração foram expedidos durante 31 vistorias realizadas entre a noite de sexta-feira e o domingo.

Todas as penalidades foram aplicadas a partir da verificação de descumprimento da Lei Municipal 15799/2021, que pune pessoas e empresas que descumprirem as medidas restritivas necessárias para o enfrentamento da disseminação da covid-19, como aglomeração, falta de máscara e outros protocolos de controle da disseminação do novo coronavírus e no decreto nº 50/2021.

O decreto suspende as atividades em estabelecimentos destinados a eventos sociais e atividades correlatas em espaços fechados, tais como casas de festas, de eventos ou recepções, incluídas aquelas com serviços de buffet.

Suspende ainda eventos, comemorações, assembleias, confraternizações, encontros corporativos presenciais, que envolvam contato físico e causem aglomerações com grupos de mais de mais de 25 pessoas, em espaços de uso público ou de uso coletivo, localizados em bens públicos ou privados.

Bandeira laranja

Além da  festa foram interditados e os proprietários penalizados com multas um bar e lanchonete no Boqueirão, por promover aglomeração (multa de R$ 5 mil), um bar e lanchonete no Xaxim, por desenvolver atividade após o horário permitido (multa de R$ 5 mil), um bar e boate no Bairro Alto, que desenvolvia atividade de bar, atividade que está temporariamente suspensa) e uma bar e boate no São Braz, que recebeu duas multas, uma por não controlar o uso de máscaras (R$ 1.550) e outra por aglomeração (R$ 5 mil).

Também tiveram as atividades encerradas e foram multados um restaurante no Cabral, por ultrapassar o horário permitido (R$ 5 mil), um bar e restaurante na Vila Izabel, que além de autuado por aglomeração (R$ 5 mil) foi penalizado por desenvolver atividade de bar (R$ 5 mil), uma lanchonete no Jardim das Américas, multada em R$ 5 mil por descumprir horário de funcionamento e em mais R$ 550 por não controlar o uso de máscaras entre os clientes.

No Boqueirão, uma tabacaria foi multada em R$ 5 mil por permitir o consumo de narguilé e um restaurante, bar e lanchonete por estender às atividades depois do horário permitido. Também fui multada em R$ 5 mil uma sorveteria no Bigorrilho por descumprir modalidade de atendimento.

Desde o início do combate ao novo coronavírus, as equipes da Prefeitura já fizeram 40.720 ações de inspeção ou fiscalização, em diferentes frentes de ação. As ações são pautadas a partir das denúncias feitas pela população, por meio da Central e aplicativo 156 e 153, da Guarda Municipal.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo