CidadaniaEducaçãoGeral

Alunos do Erasmo Pilotto entregam cartas com reinvindicações comunitárias a vereador e ao prefeito

O retorno das aulas presenciais permitiu aos alunos da Escola Municipal Erasmo Pilotto reviver o Erasmo Mostra Sua Arte, com trabalhos  teórico e prático de diversos elementos da arte, e uma participação muito interessante no projeto Cidade Educadora: os alunos dos últimos anos trabalharam na matéria de Geografia o conceito do ambiente escolar no entorno da unidade de ensino, identificando e fotografando diversas situações no trânsito, segurança e no conjunto do espaço social na cidade.
As observações foram transformadas num trabalho, com fotos, resumidas em duas cartas dirigidas ao vereador Hernani Silva, que mora ao lado da escola, e ao prefeito Rafael Greca. As cartas foram entregues após apresentação das conclusões, em sala de aula.
Entre outras coisas, os alunos pedem a volta da Guarda Municipal na escola e na creche, com o objetivo de aumentar a sensação de segurança e organização do trânsito, com fluxo muito grande de veículos de grande porte na rua Rio Tietê, em função das obras da Linha Verde.

Para o vereador, o evento é uma grande oportunidade para entendimento do processo político/administrativo da gestão municipal:
-Me surpreendi com a demonstração de maturidade política no encaminhamento das questões que interessam à comunidade no entorno da escola. É assim que se formam cidadãos, a escola começa a vida de grandes médicos, engenheiros e políticos. As cartas ao vereador e ao prefeito demonstram preocupação com o futuro do bairro, evolução da cidade de Curitiba.
O vereador revelou no encontro que uma das emendas parlamentares prevê a instalação de elevador, para acessibilidade entre setores da escola, e que após o projeto “Asfalto no Saibro”, que beneficia 14 trechos de ruas do bairro, serão revitalizados os pavimentos de todas as ruas onde circulam os ônibus que atendem o bairro, resultado de emenda do deputado federal Luciano Ducci.
Para a professora Janete, diretora da Escola Municipal Erasmo Pilotto,  após longo período sem participação presencial,  “as crianças e os adolescentes se sentem muito valorizados quando há reconhecimento para além das questões da escola, quando a comunidade valoriza o que se faz dentro da escola. No caso da Cidade Educadora, é trabalhado o conceito da cidade viva,  dos estudantes e do ambiente escolar e familiar no contexto da cidade; todos fazem parte da cidade e as intervenções têm que ser feitas com ciência, conhecimento, com sensibilidade para cada vez mais criar ambientes saudáveis, acolhedores e melhores para todos”.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo