fbpx
Saúde

AMAZONAS: Hospitais filantrópicos do país se mobilizam para ofertar leitos para transferência de pacientes

Confederação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos auxilia na intermediação com o Ministério da Saúde

Reconhecida como a maior rede hospitalar do SUS (Sistema Único de Saúde), o Ministério da Saúde pediu apoio aos hospitais filantrópicos de todo o país para auxiliarem o estado do Amazonas no atendimento aos pacientes da Covid-19. A CMB (Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas) está mobilizando as instituições, que já disponibilizaram 105 de leitos de enfermaria em estados mais próximos do Amazonas (Tocantins, Bahia, Goiás e Mato Grosso do Sul), além de 69 leitos de UTI neonatal para atender à bebês prematuros que necessitam de oxigênio, em falta no estado amazonense.

Mesmo com a rede filantrópica registrando alto índice de ocupação e sofrendo com corte de repasses financeiros para custearmos os serviços, nossas Santas Casas e hospitais filantrópicos promovem uma corrente de solidariedade, reforçando o seu principal papel: salvar vidas e atender às pessoas que mais precisam”, fala o presidente da CMB, Mirocles Véras.

As Santas Casas e hospitais filantrópicos são responsáveis por 50% dos atendimentos do SUS (Sistema Único de Saúde) e 70% da assistência de alta complexidade. Em 821 municípios brasileiros o hospital filantrópico é o único equipamento de saúde.

As instituições filantrópicas possuem uma capacidade instalada de 169.720 leitos e 23.447 destinados à UTI.

PARANÁ UTIs

O Paraná também esta participando do processo de ajuda, o governo estadual abriu 10 leitos no Hospital Infantil Waldemar Monastier e 15 no Hospital do Rocio, ambos de Campo Largo.

O pedido de ajuda foi feito pelo Ministério da Saúde para a Secretaria da Saúde do Paraná na manhã, para leitos de UTI neonatal para 61 pacientes recém-nascidos.

Do total solicitado, 25 estão disponíveis já a partir deste sábado.

HOSPITAL INFANTIL WALDEMAR MONASTIER – A unidade hospitalar voltada para o público infantil é própria do Estado e referência em cirurgia pediátrica de alta complexidade. Fica localizada em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba. O hospital tem 84 leitos, sendo 30 de UTI neonatal, 10 UTI pediátrico e 54 de enfermaria.

O Hospital possui atendimento humanizado, exemplo disso é que todas as crianças são acompanhadas o tempo todo por seu familiar ou responsável, incluindo os pacientes em UTI. Cada leito tem uma poltrona confortável para que a pessoa permaneça bem acomodada. Desde que iniciou a pandemia, todos os pacientes e seus acompanhantes passam por um período de isolamento até que fique pronto o resultado do exame para diagnóstico da Covid realizado logo no acolhimento à internação. Esta é uma medida para evitar a transmissão da doença dentro do Hospital.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo