Esporte

Bairro Alto perde em casa para o Fanático

A equipe do Bairro Alto, categoria 50tinha, perdeu a invencibilidade de muitas partidas, jogando em casa, ao ser derrotada pela equipe do Fanático de Campo Largo, por 3×1, jogo valido pela 2ª rodada da Copa da Amizade, organizada pelo ex-jogador profissional Ribamar.  “A derrota do Bairro Alto foi considerada anormal, pois o mando de campo sempre foi uma arma para vencer qualquer adversário,” comentou o técnico Evandro do alvinegro.

O clássico regional foi realizado no sábado, 9, com um gramado liso em função da chuva, prejudicando ambas as equipes que atuaram com menos velocidade. Gersinho abriu o marcador para o Fanático e o artilheiro Mario empatou para o alvinegro. O técnico Evandro armou um esquema tático para buscar a vitória, e teve muitas chances de gols na etapa inicial.

Equipe do Bairro Alto

No segundo tempo o Fanático voltou melhor, bem postado e com velocidade comandou o jogo até os 25 min. Nenê colocou o Fanático à frente do placar, 2×1, confirmando a melhor postura em campo e Luizinho ampliou,3×1.

Menos empenho

Com 3×1 no placar o Fanático diminuiu o ritmo e o Bairro Alto iniciou um processo de retomada do jogo, e começou a pressionar a equipe campo-larguense. Durante os 20 min finais o Bairro Alto foi pra cima e pressionou, enquadrando a equipe do Fanático. Muitos gols perdidos, inclusive o artilheiro da equipe Mario perdeu o gol mais certo da partida. Final 3×1 para o time campo-larguense.

Equipe Fanático de Campo Largo

Bairro Alto – Maika; Calegari, Carlão, Dante e Alvaro; Galo (Paulo), Alvaro (Santiago), Ney, Elizio (Jair) e Luizinho (Marcão); Mario (Galo) e Ednaldo (Marcos); Tecnico: Evandro;

Fánatico – Gustinho; Celio, Marcio (Sandro), Afonso e Baiano; Claudinho, Buiu, Luizinho e Gersinho; Tílle e Nenê; No banco: Gilmar, Cecon e Zanellato; técnico: Nilton Oliveira;

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo