fbpx
Segurança

Bicicleta aproxima policiamento da comunidade na praia

O objetivo da utilização de bicicletas no policiamento ostensivo é a grande vantagem da bicicleta sobre as demais modalidades de policiamento

Passados mais de 20 anos, o ciclopatrulhamento continua popular a cada Operação Verão, e assumiu outra função importantíssima: a aproximação dos policiais militares com a comunidade. Diferentemente das viaturas policiais mais comuns, que são automóveis leves, a bicicleta proporciona maior proximidade entre o policial militar e a população, pois elimina a barreira física natural da estrutura do automóvel e também na medida em que transita em velocidade mais baixa, facilitando as paradas e estacionamento.

A soldado Seendy Stefany Ruthes está trabalhando na equipe de ciclopatrulhamento pela segunda temporada consecutiva, e conta o porquê sempre é voluntária para trabalhar nas bicicletas: “Esse é o meu segundo ano trabalhando no ciclopatrulhamento de Matinhos e o que me leva a optar por essa modalidade é o trabalho diferenciado que é desenvolvido, possibilitando maior proximidade e interação com a população”.

O objetivo da utilização de bicicletas no policiamento ostensivo é a grande vantagem da bicicleta sobre as demais modalidades de policiamento: poder chegar a locais onde o acesso de automóveis e motocicletas é limitado ou inviável.

No litoral essa vantagem da bicicleta é muito importante pois possibilita aos policiais militares acessarem a faixa de areia e as regiões de encostas de morros e pedras, e também a passagem por pinguelas, pequenas pontes improvisadas com madeira ou postes, muito comuns nas cidades litorâneas.

Na temporada o fluxo de pessoas é alto e há grande concentração na faixa de areia, mas com o uso das bicicletas isso não é problema, como explica o comandante da equipe de ciclopatrulhamento da subárea de Matinhos da Operação Verão, cabo Izael Lourenço: “Essa modalidade consiste na facilidade de entrar em locais restritos em que alguns tipo de viaturas não conseguem ter acesso, e a equipe bikes tem essa facilidade de transitar, dando maior atenção aos banhistas, aos turistas”.

As equipes de ciclopatrulhamento são preparadas para atuarem tanto no policiamento preventivo quanto no atendimento de ocorrências policiais.

No patrulhamento nas avenidas e calçadões à beira-mar e nas faixas de areia, é muito comum que os policiais militares façam a tradicional distribuição de pulseiras de identificação para as crianças, ao mesmo tempo em que promovem a segurança com a presença policial nesses locais.

Nas ocorrências geradas via telefone de emergência 190 ou via aplicativo, é necessário chegar mais rápido ao local, portanto a prioridade de despacho é para as viaturas motorizadas, mas caso uma equipe de ciclopatrulhamento copie a situação informada via rádio e esteja por perto, ela mesma dará o atendimento.

Segundo o soldado Alysson Almeida da Silva, as equipes estão preparadas e não há nenhuma contradição nisso: “As ocorrência são diversas: desde um simples usuário de drogas, até uma notificação de trânsito, até mesmo suspeitos de estarem andando armados. Não há nenhuma contradição entre você ajoelhar perto de uma criança pra colocar um fita no bracinho dela com o telefone pra ela não se perder, e logo ali na esquina, se preciso for, pra efetuar uma abordagem e pra prender um delinquente”.

Na Operação Verão Consciente 2020/2021, a Polícia Militar está atuando com 18 policiais militares dedicados exclusivamente ao ciclopatrulhamento em Pontal do Paraná, Matinhos e Guaratuba, sendo 6 em cada uma das cidades, em turnos de serviço de 6 horas diárias.

As equipes de ciclopatrulhamento são compostas por 3 policiais, cada qual com sua bicicleta, e atuam, principalmente, nos períodos da tarde, noite e início da madrugada, pois são horários com maior concentração de pessoas nos locais onde as bikes são a modalidade mais adequada.

Recado da PMEP: “se você estiver passeando pelo calçadão à noite ou pegando uma praia à tarde, vir uma equipe de ciclopatrulhamento e tiver mais alguma dúvida ou curiosidade, peça para pararem, bata uma papo com eles, e não se esqueça de tirar uma foto com a equipe e mandar para nós ou postar nas suas redes sociais marcando a @pmproficial”

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo