fbpx
Cultura

Bióloga, coreógrafa e bailarina, Giselle Kenj dança com seus animais exóticos

Formada em Biologia, Giselle Kenj trocou a profissão para atuar como coreógrafa e bailarina, atualmente é referência em dança egípcia e árabe. Conhecida no Brasil por executar a modalidade da serpente, onde suas três cobras de estimação, da raça píton, fazem parte do show.

Em suas apresentações, performa um mix de estilos, com a junção da dança da espada, candelabro, ventre, serpente, véus, punhal e livre, que revela uma leitura musical, independente do uso de acessórios. Com o propósito de que a saúde deve estar em perfeita harmonia com a mente, também é instrutora de yoga, meditação e pole dance.

“Nosso corpo é nosso templo e a dança é uma das formas mais ricas e dignas de manifestação e expressão da vida. Podemos usá-la sempre em nosso benefício. Executo diversas vertentes da dança egípcia, mas me sinto completa quando meus babies, minhas cobras participam. O domínio que tenho sobre elas, vem a partir do amor, carinho, respeito e conhecimento, por também ser bióloga. Para criação desses animais exóticos, os cuidados são inúmeros, por isso sempre fico atenta às suas necessidades e vontades”, diz Giselle. 

Sua companhia de dança é formada por músicos, dançarinos e dançarinas profissionais, que retratam por todo o mundo manifestações clássicas, contemporâneas e folclóricas do Oriente Médio. Giselle se apresenta semanalmente em São Paulo, aos sábados no restaurante Tantra e no Duna´s Bar, às quartas e domingos.

Para saber mais sobre Giselle Kenj, acesse o Instagram: @gisellekenj

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo