fbpx
Turismo

Corpo de Bombeiros do Paraná faz 15 resgates no começo da temporada

O Corpo de Bombeiros do Paraná fez, no primeiro final de semana do Verão Paraná – Viva a Vida 2021/2022 mais de nove mil orientações e 15 resgates da água no Litoral.

No período foi ainda registrado um afogamento leve. Em ambos os dias foram feitas 2,6 mil advertências e localizadas 24 crianças que se perderam. O balanço de atendimentos compreende o sábado (18) e o domingo (19).

De acordo com a porta-voz do Corpo de Bombeiros no Litoral, tenente Ana Paula Inácio de Oliveira Zanlorenzzi, apenas nos dois dias foram registrados 16 atendimentos, sendo 15 resgates (situação em que as vítimas saíram ilesas) e um afogamento leve (em que a vítima foi encaminhada para atendimento médico).

“A maioria das ocorrências foram na região de Matinhos e, na maior parte dos casos, as pessoas apresentavam algumas dificuldades para sair da água, mas como estavam na faixa protegida por guarda-vidas foram resgatadas ilesas. No caso do afogamento, o veranista estava em uma área que não tinha a proteção das equipes do Corpo de Bombeiros, e mesmo assim os profissionais foram acionados, atuaram e a pessoa foi salva”, explicou.

O dado mais expressivo foi o de orientações (9.280).

Segundo a tenente Ana Paula, esta é a situação em que o guarda-vidas é procurado pelo banhista para ser orientado, para sanar dúvidas sobre o significado das bandeiras, sobre corrente de retorno e/ou condição do mar, entre outras.

As advertências (2.679) são alertas emitidos pelos guarda-vidas ao banhista que se coloca em um local de risco como, por exemplo, se distancia da areia em direção ao fundo do mar. Um grande trabalho de prevenção, por isso somos chamados de guarda-vidas, e isso reflete nos números de orientações e de advertências, que, consequentemente, reflete positivamente nos números de resgates”, afirmou a tenente Ana Paula.

PREVENÇÃO – Durante os dois dias de reforço na atuação foram distribuídas 160 pulseirinhas de identificação e localizadas 24 crianças que se perderam dos responsáveis.

“Nós orientamos sempre que as pessoas procuram os postos do Corpo de Bombeiros para colocar a pulseirinha de identificação nas crianças, além de cuidarem delas dentro e fora da água, e devem ficar na faixa protegida. Orientamos também que as pessoas não consumam bebidas alcoólicas antes de entrar na água”, acrescentou.

ÁGUA VIVA –

Nesses dois dias também foram registradas 317 situações envolvendo águas-vivas e/ou caravelas no litoral paranaense.

O Corpo de Bombeiros orienta a não tocar nestes animais mesmo que apareçam mortos na areia.

Se a pessoa for queimada, a recomendação é lavar o local apenas com a água do mar e não esfregar a região atingida.

Em seguida, procurar um posto de Guarda-Vidas para colocar vinagre e neutralizar a ação da toxina. Não pode passar água doce e nenhuma outra substância, como bebida alcoólica ou urina.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo