fbpx
Empreendedorismo

Crea-PR reconhece profissionais mulheres em noite de premiaçãos

A entrega do Prêmio Crea-PR Engenheira Enedina Alves Marques, realizado na noite de ontem (20/06) na Unibrasil, em Curitiba, evidenciou o protagonismo das mulheres no campo profissional e a luta diária que cada uma delas trava para garantir o seu lugar igualitário e de direito no mercado de trabalho.

Por meio da história de vida da primeira engenheira mulher do sul do país (e a primeira negra do Brasil), a paranaense Enedina Alvez Marques, contada pela professora doutora Lindamir Salete Casagrande, os presentes confirmaram que derrubar barreiras tem sido uma ação de longa data na história das mulheres.

“O grande feito da engenheira Enedina não foram suas obras, mas as portas que ela abriu para que profissionais como vocês estivessem sendo reconhecidas numa noite como a de hoje”, enfatizou Lindamir Casagrande.

Prêmio Crea-PR Engenheira Enedina Alves Marques foi criado pelo Comitê Mulheres do Conselho e nasceu com o objetivo de, anualmente, homenagear uma profissional de cada regional da autarquia, por meio de indicações vindas das Entidades de Classe e Instituições de Ensino locais.

“Quero agradecer a todos os que se envolveram para a realização deste prêmio, ao presidente Ricardo Rocha pela ideia, e dizer para vocês homenageadas que não é a toa que foram indicadas. Sintam-se honradas por serem as primeiras a participarem de uma solenidade tão importante para a trajetória profissional das engenheiras no estado do Paraná”, disse a coordenadora do Comitê Mulheres em sua fala de abertura.

“Foi uma ideia fabulosa do Crea-PR ter uma figura humana tão importante representando um prêmio como esse. Acho que cada estado poderia aproveitar a iniciativa e escolher sua figura feminina desbravadora para representar uma premiação local semelhante”, sugeriu o chefe de gabinete do Confea.

“Em nome do governo do Paraná trazemos o incentivo para que o Crea-PR continue trilhando essa forma de atuar aberta, parceira e inovadora”, destacou o secretário estadual da Seab.

“Tive a honra de ser vizinha da Enedina na época em que cursava minha graduação. Ela sempre foi reconhecida pela história de vida de muita luta e superação de obstáculos e a noite de hoje demonstra que seu legado segue inspirando a todos e todas”, ressaltou a professora Wanda Camargo, seguida do diretor da Mútua que também relembrou passagens da vida da Enedina que demonstraram seu posicionamento e determinação.

Após a palestra da professora e escritora Lindamir Casagrande, que detalhou passagens da vida de Enedina, as homenageadas formam chamadas ao palco e, seguidas da fala do presidente do Crea-PR, receberam suas homenagens.

“Sempre falo que receber um prêmio como o de hoje é uma grande responsabilidade pois, a partir deste data, vocês se tornam espelho para futuras gerações. Esse prêmio vem para colaborar neste trabalho de reconhecimento que há anos as mulheres vêm trilhando. Ainda temos muitos problemas a serem corrigidos como defasagem salarial e assédios, mas, assim coma a engenheira Enedina, que era uma estrela além do tempo e provou que é possível, vocês, que também são estrelas além do tempo, vão desbravar caminhos para as próximas gerações e provar que é possível e necessária a igualdade de direitos e de reconhecimento. Contem com o Crea-PR para isso”, disse o Engenheiro Civil Ricardo Rocha.

Engenheira Cartógrafa Taciana Achcar Malheiros
Engenheira Cartógrafa Taciana Achcar Malheiros Vannucci (Crédito: Bruno Oliveira)

 

Engenheira Cartógrafa Taciana Achcar Malheiros Vannucci, indicada pela regional de Curitiba:
“Minha mãe foi a referência de determinação na minha vida, assim como a Enedina tem sido na vida de muitas mulheres. Que tenhamos cada vez mais Enedinas em nossa sociedade”.

Currículo: Iniciou a carreira na Fundação de Assistência aos Municípios do Estado do Paraná (Famepar), hoje Paraná Cidade, como estagiária. Após a graduação, foi contratada em uma empresa como técnica operacional. Em menos de um ano foi promovida a responsável técnica como engenheira cartógrafa e logo assumiu a gerência técnica da empresa, que estava em crescimento em todo o Mercosul. Após quase 15 anos abriu sua empresa de consultoria em geoprocessamento. Nesta época foi eleita presidente da Associação dos Engenheiros Cartógrafos do Paraná. No período, em 2019, a Entidade obteve maior representatividade no Prêmio Profissional Destaque com a inédita premiação de duas engenheiras cartógrafas. Em 2020 foram três premiações no 13º Prêmio Crea de Qualidade, nas categorias Responsabilidade Administrativa, Evolução e Pequenas Entidades de Classe. Atualmente, atua na Gestão de Soluções da OkGeo Engenharia.

A cerimônia de entrega do Prêmio contou em sua mesa de abertura com a presença do presidente do Crea-PR, Engenheiro Civil Ricardo Rocha de Oliveira, da conselheira e coordenadora do Comitê Mulheres, Engenheira Civil Karlize Posanske da Silva, do chefe de gabinete do Confea, Engenheiro Agrônomo Luiz Antonio Rossafa, do secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento (Seab) do Paraná, Engenheiro Agrônomo Norberto Ortigara, da professora e Engenheira Civil Wanda Camargo, representando o Centro Universitário UniBrasil, e do diretor geral da Caixa de Assistência dos Profissionais Mútua-PR, Engenheiro Civil Julio Russi.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo