fbpx
Esporte

Curitiba volta a organizar Jogos Brasileiros para Transplantado

 

Pela segunda vez na história, Curitiba vai ser sede dos Jogos Brasileiros para Transplantados. A primeira edição aconteceu em 2019 e a segunda vai ser neste ano, de 1º a 4 de setembro. A data das inscrições ainda está sendo definida.

Os Jogos Brasileiros para Transplantados são realizados pela Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude (Smelj), com acordo de cooperação técnica com a Associação Brasileira de Transplantados (ABTx).

As competições deste ano serão no Velódromo de Curitiba, no Centro de Esporte e Lazer Xaxim e no Centro de Esporte e Lazer Dirceu Graeser (Oswaldo Cruz) e vão reunir cinco modalidades: ciclismo, natação, corrida, tênis e triathlon.

O prefeito Rafael Greca celebrou a volta do Jogos Brasileiros para Transplantados. “O objetivo é convencer as pessoas a aceitarem os transplantes de órgãos que salvam vidas e prolongam as trajetórias de vida das pessoas doadoras. Essa iniciativa esportiva é inédita no Brasil e será feita novamente em Curitiba, no mês de setembro”, afirmou Greca.

Em março, uma reunião entre o secretário municipal do Esporte, Lazer e Juventude, Carlos Eduardo Pijak Jr, com o diretor regional da ABTx Paraná, Rodrigo Swinka, o diretor de Esporte da Smelj, Helton Stais, e o vereador Marcelo Fachinello definiu os detalhes para a realização dos II Jogos Brasileiros para Transplantados em Curitiba.

O diretor regional da ABTx Paraná, Rodrigo Swinka, explicou que o principal objetivo da competição é a conscientização sobre doação de órgãos. Um doador de órgão pode salvar até oito vidas.

“Queremos divulgar o assunto e conversar com as famílias sobre o desejo de doar órgãos”, explicou Swinka, que recebeu um rim doado pela mãe há 23 anos

Os órgãos que podem ser doados são córneas, rins, coração, pulmão, fígado, ossos, tecidos (pele) e medula óssea.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo