fbpx
Cidadania

Esportes no encontro de envolvidos em tratamentos nas unidades terapêuticas de Curitiba

Práticas esportivas e culturais marcaram o primeiro encontro das comunidades terapêuticas de Curitiba, organizado pelo Departamento de Política sobre Drogas da Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito.
O evento teve como objetivo integrar as entidades e os assistidos e reuniu cerca de 200 participantes nesta sexta-feira (24/6), no Campus Neoville da Universidade Tecnológica do Paraná (UTFPR).

Ao todo, nove comunidades terapêuticas, das 11 certificadas junto ao Conselho Municipal de Política Sobre Drogas, participaram da ação.

O diretor do Departamento de Política Sobre Drogas, Thiago Ferro, explica que junho é o mês de prevenção às drogas e que as comunidades terapêuticas exercem um papel importante neste sentido.

“Cada uma das pessoas que estão em tratamento e, principalmente, o testemunho de vida delas, da sua transformação, serve como um incentivo para que outras saiam das drogas ou não entrem”, diz Ferro.

O diretor explica ainda que a intenção do evento foi oportunizar um momento de convivência, acolhida e prevenção.

“A ideia foi tirá-los do local em que ficam restritos, no tratamento, e promover o encontro entre essas comunidades, com esporte e lazer”, finaliza ele.

Kleiton Jesus Ribeiro, presidente da Federação Paranaense de Comunidades Terapêuticas (Fepact), diz que a iniciativa da Prefeitura fortalece as instituições.

“Essa é uma oportunidade das comunidade de dialogar e se organizar. Essa confraternização enriquece nossa convivência e fortalece o segmento”, afirma Ribeiro.

Representando a Federação Paranaense de Comunidades Terapêuticas Associadas (Compacta) e a Casa de Recuperação Nova Vida, Thiago Massolin, destacou o papel da prefeitura na rede de cuidados com as pessoas que sofrem com a dependência das drogas.

“Essa iniciativa mostra o trabalho em rede, a excelência e o cuidado da gestão municipal, que reverbera em benefícios para toda a sociedade curitibana”, destaca Massolin.

Experiências

Plínio Cesar da Silva Carvalho, 30 anos, assistido da comunidade Casa do Servo Sofredor, acolhido há seis meses, falou sobre a inclusão social por meio do esporte. “É uma oportunidade de levar essa prática esportiva ao ar livre para nossas vidas, sem álcool, sem drogas”, diz ele.

“A sociedade ainda nos enxerga com olhar negativo, então é muito importante ter essa discussão com as pessoas, para elas aprenderem e saberem lidar. Acho importante esse debate e espero que continue sempre, para que as pessoas consigam entender o que é a nossa doença”, opinou o assistido Rodrigo Paza, 43 anos.

Parcerias

Além da UTFPR, que cedeu o espaço, as atividades contaram com a parceria da Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude (Smelj), responsável pela organização das atividades esportivas; da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN), que disponibilizou a alimentação, por meio de parceiro do Mesa Solidária; e dos rappers voluntários PA e PH e Mano Feijão.

Programação

Dia 26 de junho é o Dia Internacional de Combate às Drogas e, por isso, neste domingo (26/6), equipes do Departamento de Política sobre Drogas, da Fundação de Ação Social (FAS) e de comunidades terapêuticas estarão reunidas das 10h às 12h na Praça Garibaldi, no Centro Histórico, para uma ação de panfletagem e orientação à população.

Ao longo da próxima semana, uma série de atividades em comunidades terapêuticas e escolas também estão programadas.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo