fbpx
Política

Ex-ministro da Educação é preso por corrupção


A Policia Federal cumpriu mandados de prisão contra o ex-ministro da Educação, Miton Ribeiro.
A operação da PF batizada de ‘Acesso Pago’ cumpriu mandados de busca e apreensão em endereços de Ribeiro e dos pastores Arilton Moura e Gilmar Santos, apontados como lobistas do esquema.

Conforme denúncia da imprensa, feita com base em um áudio do próprio ministro, mesmo sem cargos no governo, pastores negociavam com prefeitos a liberação de recursos federais, em troca de propina.

A dupla de pastores pedia a prefeitos

A dupla é acusada de pedir propoinas em liberações no montante de R$ 9,7 milhões dias ou semanas após promoverem as agendas com prefeitos

Ao menos 10 prefeitos confirmaram ter sido abordados pelos pastores.

Arilton Moura chegou a ser acusado de pedir pagamentos em dinheiro e até em ouro em troca da liberação de recursos para escolas e creches, conforme denúncia do prefeito de Luís Domingues (MA), Gilberto Braga (PSDB). Segundo o prefeito, o pastor Arilton Moura solicitou R$ 15 mil antecipados para protocolar demandas da prefeitura e mais um quilo de ouro após a liberação dos recursos.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo