fbpx
Geral

Guarda municipal salva bebê em Araucária

As primeiras horas desta semana foram de grande emoção, seguidas de gratidão, para os pais do pequeno Samuel Vilas Boas Alves.
O bebê de apenas 11 dias foi salvo pelos guardas municipais Zanardini e Chaiane na madrugada desta segunda-feira, 20 de junho, por volta das 2h, no bairro Capela Velha.
A mãe, Bruna Monique Deonizio Vilas Boas, contou que naquela madrugada o bebê se engasgou com o leite.
Ela tentou realizar as manobras para reanimá-lo, mas o pequeno Samuel não reagia.
Então, Monique e o marido entraram em contato com a Guarda Municipal e com o SAMU e poucos minutos depois a viatura da GM chegou ao local.
O GM Zanardini prontamente iniciou a manobra de Heimlich, técnica de primeiros socorros utilizada em casos de emergência por asfixia, e logo em seguida Samuel voltou a respirar. Instantes depois, o bebê foi encaminhado ao Hospital Municipal de Araucária pelo SAMU para raio-x dos pulmões.
Graças à agilidade e assertividade dos GM’s, tudo ficou bem.
“Quero agradecer aos GM’s por salvarem a vida do meu filho. Se não fosse Deus e o GM Zanardini, essas horas estaria enterrando o bem mas precioso da minha vida. Não tenho como expressar a nossa gratidão, o guarda foi um anjo. Uma pessoa muito calma, pegou o Samuel com todo cuidado e fez as manobras sem machucá-lo. Seremos eternamente gratos a ele, nunca esqueceremos o rosto dele e da guarda que estava junto, sempre apoiando e nos deixando calmos. Que Deus os proteja e que eles possam seguir essa profissão linda, porque realmente são anjos de farda”, agradeceu Monique.
QUEM SÃO GUARDAS MUNICIPAIS
Ambos os guardas que atenderam à ocorrência e salvaram a vida de Samuel são novatos na corporação, pois foram contratados em setembro de 2021 e há pouco mais de dois meses estão atuando nas ruas de Araucária, após concluírem o curso de formação.
A GM Chaiane Vieira contou que ao receber a solicitação da Central só pensou em chegar o mais rápido possível ao local para ajudar. “Durante nossa formação falavam sobre ocorrências parecidas, mas nunca imaginamos que aconteceria com a gente. O sentimento que fica é de gratidão a Deus por nos permitir fazer parte da história do Samuel”, comentou.
Já o GM Kevin Zanardini, explicou que ficou calmo no momento da manobra, pois tinha conhecimento da técnica necessária nesse tipo de situação. “Como sou recém-formado na Guarda, não esperava que em menos de um ano na corporação eu pudesse salvar uma vida. Fiquei muito grato e estou muito feliz, pois entrei na GM para isso, para poder ajudar as pessoas”, declarou.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo