fbpx
Geral

Itaipu encerra participação no 10º Fórum Mundial da Água

Binacional levou iniciativas de sucesso em gestão de recursos hídricos para o evento internacional

O 10º Fórum Mundial da Água, realizado em Bali, na Indonésia, chegou ao fim no dia 25 com o lançamento da Declaração Ministerial sobre “Água para Prosperidade Compartilhada”. Delegações de 106 países e 27 organizações internacionais participaram da reunião. Uma comitiva da Itaipu Binacional participou do evento, apresentando suas iniciativas de sucesso na gestão de recursos hídricos.

Na quarta-feira (22), o diretor de Coordenação da Itaipu, Carlos Carboni, participou da sessão “Acelerando o Progresso do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 6 (Água Potável e Saneamento) – Monitoramento do ODS 6 e a Ferramenta SDG-PSS”, organizada pela Agência Nacional de Águas (ANA) no Pavilhão Latino-Americano. A sessão abordou diferentes formas de utilizar a ferramenta, que oferece informações sobre como os países podem avançar, considerando sua realidade e contexto, para atingir as metas do ODS 6. A Itaipu apresentou o que vem fazendo em relação ao ODS 6 e como está implementando os ODS no território.

No painel “Pesquisa e Gestão para Segurança Hídrica”, moderado pelo Ministério do Meio Ambiente na quinta-feira (23), o pesquisador Lucas Henrique Garcia, da Diretoria de Coordenação da Itaipu, abordou o papel de grandes reservatórios de empreendimentos hidrelétricos para a promoção da segurança hídrica nas suas quatro dimensões: humana, econômica, ecossistêmica e de resiliência. Foram apresentados exemplos da atuação da Binacional no território nas áreas de saneamento e conservação de água e solo, promoção de usos múltiplos da água do reservatório e monitoramento de águas subterrâneas.

Ainda na quinta-feira (23), o diretor Carlos Carboni participou das sessões “Água potável: um desafio para as comunidades vulneráveis da América Latina”, e Daniel Bartiko, da Divisão de Reservatório da Itaipu, esteve na plenária “Segurança Hídrica em um Futuro Incerto: Gestão Integrada de Recursos Hídricos (IWRM) e os Impactos das Mudanças Climáticas”, nas quais levou experiências da Itaipu nesses temas.

Já na sexta-feira (24), Bartiko falou sobre os múltiplos usos do Reservatório de Itaipu e de como a implementação de um zoneamento, utilizando ferramentas de geoprocessamento e modelagem hidrodinâmica, permite a realização dessas atividades de forma ordenada, garantindo a conservação da mata ciliar e da biodiversidade para proteger os recursos hídricos.

A participação da Itaipu foi encerrada com o painel “Água, Sociedade e Mudanças Climáticas”, com moderação de Luiz Henrique Maldonado, da Divisão de Estudos Hidrológicos e Energéticos da Diretoria Técnica da Itaipu, e participação do diretor de Coordenação e de Moacir Schmengler, do Parque Tecnológico Itaipu. O objetivo da sessão foi debater como diferentes organizações da América Latina buscam entender os efeitos das mudanças climáticas e os impactos nos recursos hídricos e nas questões sociais.

A Itaipu participou ainda da plenária “Impulsionando o compartilhamento e a governança de dados”, com Jussara Elias de Souza, da Divisão de Reservatório da Itaipu. Newmar Wegner, do Parque Tecnológico Itaipu, falou sobre “Inovação em produção de dados”.

Segundo a chefe do escritório da Itaipu em Brasília, Ligia Leite Soares, “o Fórum Mundial da Água reúne diversos países para discutir e compartilhar práticas de gestão hídrica sustentável, incluindo formas de evitar os conflitos causados por aguas transfronteiriços, e a Itaipu é um case muito inspirador nesse sentido. Nós temos um exemplo concreto de cooperação internacional como solução para enfrentar os desafios hídricos globais, dada a gestão compartilhada de nossos recursos hídricos, no Brasil e Paraguai. A gente percebe o interesse imediato dos demais participantes do Fórum quando compartilhamos a experiência de gestão hídrica da Itaipu Binacional”.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo