Educação

Juíza federal pede que UFPR explique em três dias erro no resultado do vestibular

A juíza Vera Lúcia Ponciano, da 6a. Vara Federal de Curitiba, deu prazo de três dias para a UFPR se manifestar no processo movido por sete estudantes que perderam a vaga após correção de erro na divulgação dos resultados do vestibular.

Eles pedem a suspensão do pleito até que a falha seja esclarecida.

O erro consistiu na divulgação de resultados diferentes, com 31 nomes que foram excluídos após a universidade identificar erro na computação das notas dos candidatos que pediram recurso na correção da prova de produção de texto.

A ação pede que a instituição autorize o registro acadêmico dos estudantes que ingressaram com a ação e reserve a vaga dos alunos, com direito a início das aulas enquanto o caso é investigado.

A universidade iniciou procedimento para apurar a falha, com prazo de 30 dias para conclusão, período superior ao início das aulas e matrícula dos aprovados.

O prazo para registro acadêmico termina nesta quarta-feira e as aulas começam no dia 20 de setembro.

Há caso de aluno que suspendeu registro em outras universidades, após ter o nome divulgado na primeira lista da federal.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo