fbpx
Saúde

Médico voluntário sabe nesta sexta-feira se recebeu vacina ou placebo

Dr. Gabriel vive no dia a dia todos os lados de atendimento a doentes

O médico Gabriel Rebello alternou o trabalho na Unidade de Saúde do Bairro Alto e Hospital Vita, na Linha Verde Norte, com a participação como voluntário no programa do Instituto Butantan que desenvolveu a vacina Coronavc, da fábrica chinesa Sinovac.

A forma como participou será revelada nesta sexta-feira de manhã, em reunião no Hospital de Clínicas, com a coordenação da pesquisa no Paraná.

Como participei do teste da vacina, vou saber agora se fui vacinado ou não. A reunião será a quebra do “cego” do estudo, nem o pesquisador sabe se fui vacinado. O sistema é que sabe. Quem foi placebo, vai se vacinar. É uma alegria pensar em superar todas as dificuldades que passamos, iniciar processo de superação do problema.
O processo do teste foi longo, desde que me tornei voluntário em abril do ano passado fui atendido várias vezes, mensagens de celular, coleta de exames, o acompanhamento ainda será feito por muito tempo“.

Dr. Gabriel vive no dia a dia todos os lados de atendimento a doentes, foi coordenador de treinamento de equipes de unidades de saúde para emergências e orientações sobre cuidados no trabalho.

Foi período bem cansativo. No hospital, encaro problemas  mais sérios do que aqui, lá os doentes com certeza não estão bem, aqui a maioria ainda está numa fase melhor. Na semana passada, dei alta para paciente que o irmão morreu na UTI; ele saiu da UTI e a mãe permanece. A família não sabe como foi contaminada.
Atendi também pacientes que sabem que se descuidaram. Atendemos pessoas que assumiram os custos do tratamento para agilizar cuidados especiais, mesmo que o esforço  financeiro esgotasse a poupança familiar.
O SUS também foi importante no processo geral. As situações são diversas, terríveis, histórias de todos os tipos, nossos cuidados com a família, o receio da contaminação, isolamento, uso de roupas especiais para atender pacientes, luvas, máscaras, tudo soma um desgaste mental e físico muito grande. As vacinas são a esperança para este ano“.

Dr. Gabriel é casado com a dentista Andréa Lima Santos Rebello, que ainda não sabe quando será vacinada.

Ela trabalha com implantes, atividade que envolve muita secreção, é perigosa, exige cuidados e ajuda na compreensão mútua sobre os riscos da Covid 19. Uma irmã dele é médica numa UPA e um irmão é médico na Unidade de Saúde Cajuru. Dr. Gabriel trabalha no período das 7 às 13 horas na US Barro Alto e no período da tarde no Hospital Vita.

Treinamento equipe de saúde

Acunpuntoriatraclínico geral com experiência em emergências, UTI e pronto atendimento, foi o responsável por treinamento de médicos e enfermeiros das unidades da Regional Boa Vista, transformado num vídeo institucional e de orientação para outros grupos.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo