Geral

Ministro da Saúde está com Covid 19

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou, por meio de suas redes sociais, que testou positivo para a covid-19.

Queiroga fez parte da comitiva do presidente Jair Bolsonaro que esteve em Nova York (EUA) para a a 76ª Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU).

O ministro disse que “ficará em quarentena nos EUA, seguindo todos os protocolos de segurança sanitária”.

“Enquanto isso, o Ministério da Saúde seguirá firme nas ações de enfrentamento à pandemia no Brasil.”

Em nota, a Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) informou que os demais integrantes da comitiva realizaram o exame e testaram negativo para a doença e que o ministro passa bem.

Bolsonaro e seus acompanhantes já estão no Brasil.

Queiroga esteve em vários eventos ao lado do presidente, como o jantar na noite de segunda que terminou em princípio de confusão.

Na ocasião, mostrou o dedo do meio a ativistas que protestavam contra o governo.

Na segunda, Queiroga esteve no encontro com o premiê britânico, Boris Johnson.

Neste mesmo dia, ao ser perguntado sobre o primeiro caso de Covid na comitiva, ele disse que “estamos em pandemia, e coisas assim (contaminações) podem acontecer”.

Ele também foi ao memorial do World Trade Center, na tarde desta terça.

Ali houve aglomeração em torno do presidente, que foi cercado por alguns turistas.

O ministro das Relações Exteriores, Carlos França, esteve ao lado de Queiroga em vários eventos e também na van que os trouxe de volta do jantar de segunda (20).

França se encontrou com o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, nesta terça de tarde. Ele ficaria mais alguns dias nos EUA, para mais reuniões bilaterais. A princípio, estas reuniões estão mantidas.

O presidente fez o discurso de abertura da sessão de debates da 76ª Assembleia Geral da ONU.

Em seu discurso, Bolsonaro disse que o Brasil está trabalhando na atração de investimentos da iniciativa privada e que possui “tudo o que o investidor procura: um grande mercado consumidor, excelentes ativos, tradição de respeito a contratos e confiança no nosso governo”.

Além de fazer o discurso de abertura, o presidente também se encontrou com o primeiro-ministro da Grã-Bretanha, Boris Johnson, para tratar com  as relações comerciais entre os dois países e o fortalecimento da parceria bilateral, e com o presidente da Polônia, Andrzej Duda, para tratar, entre outros temas, do acordo Mercosul-União Europeia

Edição: Fábio Massalli/agencia brasil

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo