fbpx
Geral

O ex-diretor de Jornalismo da TV Globo Alberico de Sousa Cruz morreu aos aos 84 anos

“Consegui ser sertanejo e homem do mar”, dizia Alberico Souza Cruz, com fazenda em Minas Gerais e residência no Rio de Janeiro.
O ex-diretor de Jornalismo da TV Globo Alberico de Sousa Cruz morreu aos aos 84 anos,  e esteve diversas vezes no Paraná, visitando a produção de leite em Castro, onde se impressionou com a produtividade leiteira e produção de derivados do leite.
Era homem de convívio aberto, sempre alegre e de bem com todos; adorava a vida de fazenda e a praia.
O jornalista recebeu o diagnóstico de leucemia há dois anos e meio e, desde então, lutava contra a doença.
Há uma semana, foi internado na Clínica São Vicente, na Zona Sul do Rio, com complicações da doença e não resistiu.
Alberico nasceu em Abaeté, no interior de Minas Gerais.

Formou-se em Direito, mas seguiu o jornalismo como profissão. Ele deixa mulher, Regina, duas filhas, Cristiana e Janaína, e três netos.

O jornalista trabalhou nos principais jornais, revistas e emissoras do País, com passagens pelo Jornal do Brasil, Revista Manchete, Última Hora em Brasília, revista Veja e em O Jornal, dos Diários Associados.

No jornalismo da Globo, Sousa Cruz foi responsável pelas coberturas da morte do presidente eleito Tancredo Neves, em 1985, e da Guerra do Golfo, em 1991, esta com repórteres em Israel.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo