fbpx
GeralSegurança

Patrulha Costeira aumenta segurança no litoral

A Patrulha Costeira foi criada em 10 de agosto de 2019, através dos esforços do Capitão Alexander Paixão Lopes de Souza, e foi possível após a apreensão de 3 toneladas de cocaína em duas embarcações no município de Guaratuba-PR.

As embarcações utilizadas para o crime foram convertidas pela Justiça para uso da Polícia Militar e transferidas para o 9º Batalhão de Polícia Militar.

Para colocar em prática essa modalidade de policiamento, foi necessário realizar estágios probatórios com 16 militares interessados em atuar na costa paranaense.

Destes, apenas 6 se formaram aptos para exercer essa atividade. Desde então, outros estágios foram feitos, os quais tem duração de em média 50 dias.

A Patrulha Costeira evoluiu e se aperfeiçoou.

Conta agora com 11 policiais militares habilitados para trabalhar nas embarcações, eles foram aprovados também em curso para tripulantes e condutores de embarcações realizado pela Marinha Brasileira.

Com intuito de qualificar cada vez mais os profissionais nas doutrinas de policiamento embarcado foram realizados cursos com o Núcleo Especial de Polícia Marítima (NEPON) pertencente a Polícia Federal em Paranaguá e pelotão COBRA, subordinado ao Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron) que exerce essa atividade nas águas da fronteira do estado. Esse conhecimento foi adaptado para a realidade encontrada no mar e rios do litoral.

O 2º Tenente Guilherme Arnaldo Stelle Neto, comandante da Patrulha Costeira, nos explica a finalidade do grupo:

 “A missão principal é o policiamento ostensivo preventivo nas ilhas do litoral do Paraná, que se estende desde a divisa com o estado de São Paulo até os limites de Santa Catarina. Realizam o atendimento de ocorrências solicitadas através do telefone 190 nas ilhas e em locais de difícil acesso em Guaraqueçaba e Morretes. Além de prestar outros tipos de serviços como entregas de cestas básicas.” Complementa.

Para aumentar a eficiência da atividade a Patrulha Costeira utiliza cães de faro para localizar substâncias entorpecentes e armas no interior das embarcações abordadas, e com essa atuação diária os resultados se refletem em uma maior tranquilidade e segurança para a região.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo