fbpx
Geral

Praia de Caiobá já conta com 500 metros de faixa de areia mais larga

Em menos de uma semana, o cenário no Balneário de Caiobá, no Litoral do Estado, já é diferente. As obras da engorda da faixa de areia já apresentam resultados em aproximadamente 500 metros de praia.

O engordamento da faixa de areia em até 100 metros de largura irá transformar o Litoral do Estado ao longo de 6,3 km – do Morro do Boi até o Balneário Flórida -, no município de Matinhos. A obra teve início no último sábado (25) e é uma das intervenções previstas no Projeto de Recuperação da Orla de Matinhos.

“É muito bom esse avanço”, disse o secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest). “Não é uma obra apenas de Matinhos. O ganho é para todos os sete municípios do Litoral, que vão contar com mais turistas e cujos moradores estão ganhando empregos nesses meses”.

O projeto foi desenvolvido pelo Instituto Água e Terra (IAT) e analisado pela equipe multidisciplinar da UFPR, através do Instituto Tecnológico de Transportes e Infraestrutura, e é executado pelo Consórcio Sambaqui, vencedor da licitação.

obra matinhos orla
Foto: Prefeitura de Matinhos

ENGORDA – A engorda da faixa de areia é feita pelo processo de dragagem, na qual uma tubulação de até 4,4 km é acoplada à Draga Galileo Galilei, embarcação especial que remove areia da jazida determinada em alto mar. Essa tubulação é chamada de “Linha de Recalque”. A draga, então, transporta esta areia até a ponta da linha de recalque e bombeia o material até a praia.

“O Consórcio Sambaqui está trabalhando dia e noite desde o último sábado na execução da extensão da orla. Cada viagem da draga traz 12 mil metros cúbicos de areia e a previsão de conclusão desse primeiro trecho, até o Pico de Matinhos, é o final do mês de julho”, conta Elvio Torres, gerente de projetos do Consórcio Sambaqui.

OBRAS – Além da engorda da faixa de areia por meio de aterro hidráulico, as obras na Orla de Matinhos preveem estruturas marítimas semirrígidas, canais de macrodrenagem e redes de microdrenagem, e revitalização urbanística da praia e da calçada com o plantio de árvores nativas. Também serão realizadas melhorias na pavimentação asfáltica e a recuperação de vias.

Estão sendo investidos R$ 314,9 milhões em todas as intervenções nesses 6,3 km de orla. O objetivo é minimizar os impactos gerados pela combinação do desequilíbrio de sedimentos, ocupações mal planejadas e ressacas no Litoral. Essa combinação vem destruindo e comprometendo boa parte da infraestrutura urbana, turística e de lazer no município.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo