fbpx
Saúde

Prefeito e Câmara Municipal lamentam morte de dona Ivone Pimentel

Morre em Curitiba a ex-primeira dama do Paraná, Yvone Pimentel, aos 89 anos de idade. Ela é mais uma vítima da Covid-19

O prefeito Rafael Greca decretou, luto oficial de três dias em Curitiba pela morte da ex-primeira-dama do Estado do Paraná dona Yvone Lunardelli Pimentel. Ela estava internada no Hospital Nossa Senhora das Graças desde o final do ano passado e faleceu na manhã desta sexta-feira (8/1) devido a complicações da covid-19.

Yvone é avó do vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel, e de Daniel Pimentel, presidente da Copel

“Dona Yvone foi uma incansável protetora da infância desvalida”, destaca o prefeito. “Esposa, mãe e avó admirável, dedicada à solidariedade social, merece nossa homenagem e pranto oficial. Seja recebida na Casa do Senhor pelo muito que amou”, disse Greca.

Dona Yvone nasceu em São Paulo e foi casada por quase 70 anos com o ex-governador Paulo Pimentel. A ex-primeira-dama entre os anos 1966 e 1971 deixa o esposo, três filhas, 11 netos e 17 bisnetos.

É com dor no coração e com um sentimento de saudade que recebo a notícia do falecimento da minha avó materna, ex-primeira-dama do Paraná. Apesar da dor, a família está serena e confiante nos planos de Deus“, disse o vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel.

“Minha avó foi uma pessoa incrível, daquelas mulheres fortes e batalhadoras que com um carinho enorme conquistava a todos”, conta Pimentel.

Foi grande conselheira e ajudou muito meu avô Paulo Pimentel a administrar o Paraná. Ficam as boas memórias e o carinho enorme que conquistou. A saudade já é imensa, mas sei que está melhor agora ao lado de Deus e da minha mãe Isabel, sua filha”, completou o vice-prefeito.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo