fbpx
Geral

Semáforos no Juvevê e Bacacheri atendem pedidos da população

O semáforo instalado na esquina das ruas Manoel Eufrásio e Marechal Mallet, no Juvevê, começa a operar às 10h desta terça-feira (9/11).

A novidade responde a solicitações que chegaram pela Central 156 de Atendimento ao Cidadão e facilita a travessia de pedestres pelo local, que chega a receber 966 veículos por hora (nos dois sentidos) nos horários de pico.

A implantação integra um plano de intervenções realizadas no entorno pela Superintendência de Trânsito (Setran), para melhorar a segurança viária após a abertura da canaleta do ônibus pela Avenida Paraná, no cruzamento com a Rua Manoel Eufrásio.

Rua Manoel Eufrásio – foto Luiz Costa – SMCS

Essa mudança proporcionou uma nova ligação viária para o bairro.

No dia seguinte, quarta-feira (10/11), serão ligados os semáforos em dois cruzamentos consecutivos da Rua Colômbia, no Bacacheri: com as ruas Estados Unidos e México.

“Neste caso também tivemos reivindicações apresentadas pela população por meio do 156”, informa o diretor de Planejamento e Operação da Setran, Pedro Darci da Silva Junior.

Com os semáforos, explica o diretor da Setran, melhora-se a organização de passagem para veículos e pedestres, que têm mais segurança.

A Rua Colômbia cruza com as principais vias, como a Estados Unidos e a México, fazendo a ligação entre os bairros Jardim Social, Boa Vista, Cabral, Ahú e São Lourenço.

O movimento é comprovado pelo índice de veículos circulando, principalmente em horário de pico.

Na esquina com a México chegam a passar, em média, 1.655 veículos pelo período de uma hora, em todos os sentidos.

Já com a Colômbia, são cerca de 1.540 veículos por hora.

semáforo rua estados unidos e colombia
Rua Estado Unidos – foto Luiz Costa – SMCS

Função alerta

Tanto os novos semáforos do Juvevê quanto os do Bacacheri já estão operando na função alerta, com a luz amarela piscante.

Ligar o equipamento alguns dias antes do início da operação efetiva é uma forma de chamar a atenção do motorista que passa de forma rotineira pelo local.

Assim como os equipamentos em outros 15 novos cruzamentos, implantados desde janeiro na cidade, esses semáforos estão interligados à Central de Tráfego em Área (CTA), espaço que faz o monitoramento em tempo real, com câmeras, do fluxo de veículos e do deslocamento do transporte coletivo.

Pela Central são controlados mais de 92% dos semáforos da capital.

De forma remota é possível fazer a maioria dos reparos necessários, como alterar tempos de abertura e fechamento dos semáforos, além de detectar em poucos minutos falhas nos equipamentos.

Uma das exceções é quando ocorre o furto de cabos ou do controlador do semáforo, caso em que há necessidade de substituição do material no local.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo