Cultura

Sérgio Mamberti morreu nesta madrugada

Sérgio Mamberti morreu nesta madrugada, após período de tratamento de infecções pulmonares.

A causa da morte foi falência múltipla dos órgãos.

Ator, produtor, artista plástico e diretor, viveu sérios problemas de saúde durante este ano.

Na televisão, fez sua estreia na novela “Ana”, da Record, em 1968. Além do Doutor Victor, no “Castelo Rá-Tim-Bum”, ele também se destacou na TV como o mordomo Eugênio, de “Vale Tudo”, e o carrasco Dionísio, de “Flor do Caribe”.

Somente em 1981 o ator estreou na TV Globo, como o Galeno de “Brilhante”, novela de Gilberto Braga. Foram mais de 40 novelas, a última, na TV Globo, foi “Sol Nascente”, em 2016, no papel de Dom Manfredo.
 Depois ele chegou a atuar na série “3%”, da Netflix, e, em 2017, no sitcom “Eu, Ela e um Milhão de Seguidores”, do Multishow. Ao lançar sua autobiografia “Sérgio Mamberti: Senhor do Meu Tempo”, recentemente, em abril, Sergio Mamberti falou abertamente sobre a bissexualidade e seus dois amores: Vivian Mahr, com quem foi casado dezesseis anos, e Ednardo Torquarto, com quem viveu 37 anos .
Sérgio era filiado ao Partido dos Trabalhadores e exerceu diversas funções na área cultural durante os governos Lula e Dilma.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo