Geral

Sociedade Thalia retoma atividades com novidades: arco e flecha e handebol

A retomada das atividades assume ritmo interessante na Sociedade Thalia, na prática de esportes que revelam talentos e na programação de atrações para os sócios.

A diretoria, após período de fortes restrições de funcionamento por causa das medidas de combate ao coronavirus, reabriu todas as sedes, em Guaratuba, São Luís do Purunã, Centro e Tarumã, com a preocupação de reativar a presença dos sócios e também atrair novos sócios.

Ander Aparecido Pereira, coordenador da sede Tarumã, acompanha os trabalhos para a implantação de estrutura para a prática de arco e flecha.

sociedade thalia
Ander, supervisiona estrutura para a prática de arco e flecha na sede Tarumã

“Vivemos um período atípico, muito triste. A sede estava cheia, depois ficamos com tudo parado. Sempre que se esperava novo decreto, a expectativa era grande: vamos voltar ao normal?”.

Na academia, o professor André da Silva Costa Santos vê a retomada das atividades como um novo período nos negócios.

sociedade thalia
Obra da estrutura para a prática de arco e flecha na sede Tarumã

“É muito difícil recuperar o que perdemos. Caiu demais o movimento com a pandemia e as restrições de funcionamento. Deixei de participar da sociedade na academia com sede na Avenida Paraná e fiquei com a unidade da Thalia Tarumã. Foi muito difícil administrar, a divisão na sociedade permitiu a sobra de capital e espero que a retomada das atividades caminhe para período mais interessante. A inauguração da academia na Sociedade Thalia ocorreu no dia 3 de março de 2020 e três dias depois fechou tudo. As atividades físicas orientadas não deveriam receber tratamento tão drástico como ocorreu. As atividades aumentam a capacidade cardiorespiratória, quem faz academia tem muito mais chances de enfrentar o vírus.”

Na sede centro, o projeto handebol é retomado para jovens acima de 14 anos, sob coordenação do técnico César Burda, que é uma atividade inédita em clubes e se integra ao trabalho de formação de atletas, convênio com a Confederação de Clubes do Brasil, que administra verbas das loterias federais para a formação de atletas.

sociedade thalia
André: atividades físicas nas academias aumentam imunização.

“Faltava este investimento no handebol, praticado nas escolas sem a preocupação de continuidade na revelação de talentos. Este grupo que pratica handebol na Sociedade Thalia pode fornecer talentos a nível competitivo. A pandemia paralisou a formação de uma geração olímpica e os prejuízos físicos e técnicos para jovens da geração pré vestibular levarão muito tempo para serem recuperados, nas diversas áreas do esporte. Trabalhamos com cerca de 450 atletas, no basquetebol, esgrima, ténis de mesa, handebol, o basquete participa neste final de semana em Ponta Grossa do primeiro evento oficial , o estadual de base sub-19 masculino”, resume o professor Claudio Carmeri, coordenador de esportes e Projetos da Sociedade Thalia.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo