Cidadania

Voluntários entregam alimentos a moradores de rua

Médico, veterinário, advogados, dentistas, professores e executivos de grandes empresas formam o grupo

A pandemia está presente na distribuição das tarefas, no preparo e entrega de refeições, nos momentos de orações.

Turma da salada, divisão de tarefas por causa pandemia.

Deus está presente em tudo desde que a “Turma do Coração Aquecido” foi criada, na Igreja Metodista do Cajuru, há 16 anos, com reuniões mensais para o preparo de alimentos distribuídos em marmitas em diversas regiões da cidade. Médico, veterinário, advogados, dentistas, professores e executivos de grandes empresas formam o grupo, ecumênico no sentido religioso, integrado por católicos, evangélicos.

No inverno, a distribuição é semanal por causa do frio.

Quando preparamos a comida, entregamos cobertores, presentes para crianças em determinadas festas, olhamos o ser humano de forma integral: corpo e alma. Alimento para o corpo e para a alma, sempre fazemos uma oração para o conforto espiritual”, resume Mauro Zorzatto, médico veterinário especialista em animais selvagens, o mais antigo da turma.

Renato com doações para a Páscoa, sem máscara apenas para foto.

No último sábado o grupo se reuniu numa casa da rua Arnaldo Pissetti, cedida por Renato Girola para guardar e preparar alimentos. Renato, perito de seguros, integra o grupo com a preocupação de fazer o bem. “Deus me dá muita coisa boa e é muito saudável participar alimentando moradores de rua e cedendo este imóvel para guardar e preparar os alimentos, após as atividades saírem do Cajuru”.

Geladeira e fogão, mesa de preparo dos alimentos, doados para o grupo.

A divisão do trabalho considera o momento especial da pandemia, grupos diferentes preparam a salada, os pratos quentes e distribuem nas ruas da cidade, com jornadas que começam no Mercado Municipal, sobem a Avenida Sete de Setembro ou incluem moradores da Vila Torres. A divisão de tarefas impede aglomerações e também protege pessoas dos grupos de risco.

Distribuição antes do toque de recolher, oito da noite.

A última distribuição foi de salada e macarrão com vina. O cardápio varia entre três opções, sopas, macarrão com vina ou linguiça, risoto. As doações podem ser feitas via contato no facebok-turmadocoraçãoaquecido, com preferência para arroz, macarrão, óleo, molho de tomate, vina, frango e linguiça calabresa.

Nas ruas é grande a preocupação com a Covid 19. O pessoal que faz entregas sempre usa máscaras e luvas de procedimentos. “Deus nos protege e oramos para proteger a todos. Ele é soberano para decidir sobre nossas vidas”, finaliza Mauro na oração de encerramento dos trabalhos na casa do Bairro Alto.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo