Geral

Volvo e Mercedes Benz paralisam fábricas

Analistas consideram que o retorno das produções virá acompanhado de reajuste nos preços dos veículo

As fabricantes de caminhões e ônibus Volvo e Scania vão diminuir a produção dos veículos no Brasil por conta do agravamento da pandemia da Covid-19.

A Volvo pretende reduzir as atividades em 70%, e a Scania vai parar totalmente.

Volkswagen e General Motors foram as primeiras montadoras a anunciarem paralisações na produção.

A Toyota decide nesta semana se paralisa as atividades ou não.

A fábrica da Volvo, localizada em Curitiba, começou a reduzir a produção e o retorno deve acontecer somente no final do mês de março. A medida deve atingir em torno de dois mil funcionários envolvidos na produção de caminhões, chassis para ônibus e peças.

A Mercedes Benz do Brasil vai paralisar fábricas de São Paulo e Minas Gerais a partir de sexta-feira, até 5 de abril.

Analistas consideram que o retorno das produções virá acompanhado de reajuste nos preços dos veículos, em função do aumento no custo de produção estimado em 150 por cento, em média.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo