fbpx
Segurança

Cães que colaboraram na apreensão de 7 toneladas de drogas em 2021 viram “veranistas”

Cães policiais da Polícia Civil do Paraná (PCPR) interagiram com turistas e moradores na praia de Caiobá, em Matinhos, no Litoral do Estado, durante o Verão Paraná – Viva a Vida.

A visita ao Litoral contou com a participação de quatro cães policiais: Barak, Faruk, Guns e Max. Os cães passearam à beira-mar, onde os veranistas puderam conhecê-los e saber mais sobre o trabalho deles na PCPR.

A PCPR possui um Núcleo de Operações com Cães (NOC), com cinco bases no Paraná, localizadas em Curitiba, Cascavel, Maringá, Pato Branco e Londrina.

Os cães da PCPR são treinados para encontrar drogas e armas através do faro, além de localizar cadáveres e capturar fugitivos durante operações policiais. Os cachorros são treinados pelos tutores diariamente, durante aproximadamente dois anos, com o objetivo de aperfeiçoar para que estejam aptos para as ações.

De acordo com o investigador da PCPR Vinicius Vargas o cachorro dá mais agilidade para o trabalho policial, isso porque o faro do animal é muito mais apurado que o dos humanos.

“Um cão consegue fazer sozinho o trabalho que seis homens fariam em aproximadamente 40 minutos. O cão sozinho faz em 5 a 6 minutos”, conta o tutor.

Os treinamentos são baseados em situações reais que permitem que os cães saibam como agir durante as operações. No preparo, os animais são ensinados com técnicas de adestramento a encontrar odores específicos, como substâncias ilícitas ou armas.

No ano de 2021, os cães policiais da PCPR colaboraram na prisão em flagrante de 228 pessoas e na apreensão de 7,8 toneladas de drogas.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo