fbpx
Geral

Defesa Civil resume trabalhos por causa das fortes chuvas

COORDENADORIA MUNICIPAL DE PROTEÇÃO E DEFESA CIVIL*
*BOLETIM 6 de janeiro de 2022 – 9h30*
A precipitação acumulada de 80,2 mm de chuva registrada nas últimas 24 horas culminou em cinco situações com risco de desabamento ou desmoronamento na cidade. A Prefeitura também registrou um acidente de trânsito no bairro Parolin e 21 solicitações para retirada de árvores e galhos grandes caídos.
Houve ainda cinco entregas emergenciais de lonas, ao menos 11 pontos com alagamentos mais expressivos e 11 cruzamentos semaforizados que ficaram inoperantes durante o período da noite.
Equipes da Defesa Civil, da Arborização (Meio Ambiente), da Guarda Municipal, da Superintendência de Trânsito (Setran) e da Coordenadoria de Segurança de Edificações e Imóveis (Cosedi) prestaram atendimento às ocorrências. Não houve registro de pessoas que precisaram deixar suas casas (desabrigados ou desalojados).
*Estruturas com risco de desabamento e desmoronamento*
R. São Luiz, 304 – Cabral
R. Vereador Washington Mansur, 671 – Ahú
R. José Alceu Berger, 79 – Santa Cândida
R. Gutemberg, 17 – Batel
R. Euclides Da Cunha, 1.363 – Bigorrilho
*Alagamentos mais expressivos*
Região da Praça Osório (Rua Visconde de Nacar e Avenida Vicente Machado)
Rodoferroviária (ala estadual)
R. Zaro Ramos Proença, 32 Cidade Industrial
R. Desembargador Cid Campelo, 58 Cidade Industrial
R. Rio Negro, 114 Bairro Alto
R. General Mário Tourinho, 1640 Seminário
R. Guilherme Ihlenfeldt, 245 Bacacheri
R. José Dionísio Ribeiro Baptista, 261 Novo Mundo
R. Fausto Scorsim, 140 Cidade Industrial
R. Adinar Dos Santos Ribeiro, 100 Fazendinha
R. José João Ferreira De Lima, 241 Cidade Industrial
*Fornecimentos emergenciais de lona*
R. Professor Narciso Mendes, 236 Xaxim
R. Colômbia, 112 Bacacheri
R. Edgar Bruno Franke, 60 Boa Vista
R. Equador, 263 Bacacheri
R. Praxedes Silva Avelleda, 200 Santa Felicidade
A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil de Curitiba continua monitorando as situações para eventual intervenção e acionamento dos órgãos competentes.
*Central 156*
O cidadão que precisar comunicar a Prefeitura sobre estragos provocados pelo vendaval deve utilizar o telefone 156 da Central de Atendimento ao Cidadão, pelo site (www.central156.org.br) ou pelo aplicativo do serviço. O atendimento é feito por ordem de chamada e também de acordo com a gravidade da situação relatada.
A Defesa Civil registra as ocorrências que chegam ao município pelo telefone de emergência 199 (alagamentos) e, também, pelo 156 (Central de Atendimento ao Cidadão, que registra as solicitações para retiradas de árvore) e pelo 153 (Centro de Operações da Guarda Municipal – fornecimento de lona).
Outras situações decorrentes de chuvas ou temporais podem ser atendidas pelo Corpo de Bombeiros (193 – resgate) e pela Copel (falta de luz).

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo