fbpx
Geral

Sanepar muda rodízio período de abastecimento fica maior

A Sanepar retoma o rodízio no abastecimento de água de Curitiba e Região Metropolitana de 60 horas de fornecimento de água por até 36 horas de suspensão, a partir de segunda-feira (15).

Nesse modelo, a população é abastecida por 24 horas a mais do que na programação anterior.

Os bairros serão divididos em quatro grupos, com cerca de 980 mil pessoas em cada.

O anúncio foi feito pelo diretor-presidente da Companhia, Claudio Stabile, durante coletiva de imprensa realizada na sede da empresa, em Curitiba.

Ele estava acompanhado dos diretores de Operações, Sérgio Wippel, de Investimentos, Leura Conte de Oliveira, de Meio Ambiente e Ação Social, Julio Gonchorosky, e de Comunicação e Marketing, Hudson José.

Além do índice do Sistema de Abastecimento Integrado de Curitiba e Região Metropolitana (SAIC) que chegou a 68,05% nesta quinta, a Sanepar também levou em consideração a conclusão de obras nesta semana em Curitiba que ampliam a infraestrutura de reservação e distribuição de água tratada.

“São obras que já estavam planejadas, conforme o Plano de Investimentos da Companhia, e que foram concluídas de forma mais rápida justamente por causa do rodízio”, explicaram os diretores.

O presidente da Companhia também informou que, quando o nível das barragens chegar a 80%, o rodízio poderá ser suspenso.

A expectativa é que isso ocorra no fim do verão, em março de 2022, uma vez que as previsões meteorológicas indicam chuvas abaixo da média para novembro e dezembro, com elevação das precipitações para janeiro, fevereiro e março.

Atualmente, o déficit de chuvas acumulado durante todo o ano de 2020 e até outubro de 2021 é de 680,5 milímetros.

MIRINGUAVA – A diretora de Investimentos da Sanepar, Leura Conte de Oliveira, informou que as obras da Barragem do Miringuava estão suspensas devido à alta umidade do último mês, que praticamente inviabilizou qualquer avanço na construção. Ela explicou que o índice de umidade do solo precisa estar muito baixo nesta fase de construção do maciço seguindo as regras de segurança de barragens. A expectativa é que a obra seja retomada em março, quando se encerra o período chuvoso.

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo