fbpx
Geral

Pecuaristas fizeram hoje manifestações em frente a agências do Bradesco de Araçatuba e Birigui (SP).

Os manifestantes assaram e distribuíram cerca de 1000 espetinhos no Calçadão de Araçatuba e 500, em frente à agência que fica perto da praça Dr. Gama, em Birigui.

Chamada “Segunda com Carne”, a ação foi uma resposta contra um vídeo divulgado pelo banco nas mídias sociais, na qual três influenciadoras sugerem a redução do consumo de carne e dizem que a pecuária é uma das maiores fontes de gases causadores do efeito estufa.

A repercussão negativa entre pecuaristas de todo o Brasil, levou diversas entidades representativas do agronegócio nacional a se manifestar.

O SIRAN (Sindicato Rural da Alta Noroeste), de Araçatuba, por exemplo, que é um dos sindicatos rurais mais antigos do estado de São Paulo – são 80 anos de atuação –, emitiu nota de repúdio contra o Bradesco, e está planejando ações conjuntas com outras entidades da classe.

A ideia é promover uma campanha de conscientização da sociedade para mostrar que a pecuária brasileira é sustentável.

“Classificamos a abordagem do banco como irresponsável, à medida em que demoniza a pecuária nacional frente à população e tende a trazer prejuízos à cadeia produtiva da carne”, comentou o presidente do SIRAN, Thomas Rocco.

Ele explicou ainda que, ao contrário do que sugere a entidade financeira, a pecuária brasileira sequestra carbono de forma significativa.

Em nível de comparação, emite menos gases do efeito estufa do que os núcleos urbanos e uma série de circunstâncias associadas a eles.

Reação

Depois da repercussão negativa, o Bradesco excluiu o vídeo, lamentou o ocorrido e comunicou que acredita no agronegócio “como vetor de desenvolvimento social e econômico do país”.

O banco mencionou que investe no agronegócio desde a sua fundação promovendo direta e indiretamente a pecuária brasileira.

Mas isso não foi o bastante para evitar as manifestações, que ocorreram em vários municípios do país.

A organizadora da manifestação em Araçatuba foi a pecuarista Liliana Teles Menezes de Almeida.

Liderança regional do setor, sendo uma das proprietárias de um significativo criatório de gado nelore nacional, ela tem tomado à frente de ações em favor do agronegócio.

Em novembro do ano passado, Liliana foi a responsável pela vinda do ex-ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles a Birigui, onde ele ministrou a palestra “Encontro com o setor produtivo, do campo e da cidade”.

O evento foi realizado na fazenda Água Branca e reuniu mais de 600 representantes de todos os setores produtivos.

O SIRAN apoiou a manifestação e diretores do sindicato estiveram presentes nas ações de Araçatuba e de Birigui.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo